Damão, por Pedro Miranda

É sentado num lobby quase insuportavelmente abafado, com um curioso bollywood indiano de fundo, que aceito o desfio de por por palavras o desafio de ontem. O dia dos 200km e das 10h de viagem. O dia da verdadeira Índia.

Ainda nao estávamos bem recompostos da viagem quando um eléctrico toque de telefone nos acorda de sonhos para a imparavel azafama de Bombaim… Outro sonho! Um pequeno almoço rápido num grupo de amigos em gestação foi o ponto de partida para a aventura da ida para Damão.

Duas horas de autocarro numa viagem que evoluiu do barulhento castanho citadino, para o ensurdecedor verde selvagem trouxeram-nos a Baçaim. Um recanto quase perdido no espaço, e definitivamente perdido no tempo. A natureza selvagem, bruta, e esmagadora, rui perante as ruínas de tempos portugueses, tempos idos… Mosteiros, igrejas e claustros, reduzidos a um quase triste monte de pedras portuguesas, acolhe a alegria infantil de quem mantém a tradição inglesa: por onde outrora passaram monges e sacerdote, cavalos e príncipes, joga-se hoje cricket. É intrigante assistir a este cenário, mas tambem reconfortante perceber que esta história, “esquecida”, está viva na inocência e ignorância características de tão alegres miúdos.

Um almoço cheio de novos sabores, alegres cores, e intrigantes odores, dá-nos o toque de partida para Damão. Mais algumas horas de viagem reavivaram o espirito alucinante da cultura indiana: prego a fundo, buzina em continuum, inversoes de marcha ou mesmo marcha atrás em plena auto-estrada, culminaram num assustador ponto de fiscalização. Aqueles que podiam ser uns aterradores 45minutos foram, afinal, uma animação: vendedores ambulantes rodeiam o autocarro, e a necessidade de esticar as pernas leva a um inevitável momento de confraternização.

Já era noite quando chegámos a Damão, com o sentimento de quem encontra o oásis. Um mar (castanho) serve de pano de fundo para um hotel de cores alegres que rodeia uma piscina refrescante. Veremos….

Pedro Correia de Miranda

Advertisements
Damão, por Pedro Miranda

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s